Menu

Casamentos | Tatiane & Cleber

17/Junho/2016 - Quinta do Parque
  • 45 likes
  • 885 views

Um dia de muita emoção por vários motivos. Encaro cada casal e seus eventos como únicos, sei a história de cada casamento que realizei, de alguns eu tenho pouco a dizer, de outros eu tenho muito! Assim foi o grande dia da Tati e do Cleber. Não tivemos um contato tão intenso como eu gosto de manter pois moramos muito longe, mas mesmo assim o entrosamento foi perfeito! Depois de um making of lindo, partimos para a igreja, pequena e cheia de emoção, tudo estava dando tão certo que eu estava mais relaxada que o normal, afinal uma das maiores responsabilidades, se não a maior no casamento, é a cerimônia, e normalmente eu só relaxo, quase só volto a respirar quando ela acaba. Mas estava tudo perfeito, a cerimônia foi linda e  tudo estava tão encaixado que cheguei a pensar que seria o meu casamento mais tranquilo. Fim da cerimônia, fomos pra festa, saímos antes dos noivos para chegar antes ao salão, fomos seguindo o GPS e...tcham, tcham, tcham, tcham.... Absolutamente tudo parado. Durante mais de 30 minutos não andamos mais do que alguns poucos metros. Ligo pra Tati, ela e o Cleber já estavam no salão, fizeram um caminho diferente, mas estavam praticamente sozinhos, já que a maioria dos convidados estavam presos como eu e minha equipe. Senti aquele frio no estômago,comum quando temos que tomar decisões rápidas em poucos segundos. Me arriscar pelas ruas de um lugar que eu não conheço bem, mas sei que é cercado por comunidades com a minha câmera, ou ficar na segurança do meu carro com a minha equipe. Claro que escolhi a primeira, os noivos contavam comigo, estavam me esperando, eu tinha que tentar. Enfiei uma das câmeras dentro da bolsa e saí por entre os carros sem saber exatamente pra onde ir (a louca!), falava com o Cleber ao celular que a esta altura já estava procurando alguém pra me buscar no meio do trânsito de moto, mas eu não conseguia identificar onde estava. Eu achava que encontraria uma rua paralela e um táxi que pudesse me levar, mas TODAS as ruas ao redor tbm estavam paradas, era um acidente razoável. Foi quando caiu a fixa, mototáxi, hj em dia tem um em cada esquina, lá não tinha claro rsrsrs Vejo uma moto cortando por entre os carros( Deus, tem que ser um mototáxi), gritei, era (ufa...) subi esbaforida na moto, dei o endereço e ele partiu. Logo em seguida perdi o ar, ele entrou em uma comunidade, comecei a conversar com Deus mentalmente, pedi proteção, pedi pra chegar em segurança e tranquilizar os meus noivos, cheguei a fechar os olhos( infelizmente, diante da realidade que vivemos, saímos de casa sem saber se voltamos, quantas histórias de pessoas que entraram por engano em comunidades e não tiveram nenhuma sorte), mas não comigo, não naquele dia que estava marcado pra ser um dia muito feliz! Chegamos ao salão, me senti mal por pensar que talvez o rapaz me largasse naquela comunidade, fiquei feliz por ele ter feito o trabalho dele, dei um pouco a mais do que o valor cobrado, quase quis abraça-lo tamanho era o meu alívio. Quando vi a Tati e o Cleber, voltei a respirar, senti meu sangue voltar aos poucos, senti que tbm estavam mais calmos em me ver, fiquei feliz.Depois disso tudo, a festa não poderia ter sido mais perfeita, eles dançaram, comemoraram e foram muito felizes junto com seus amigos e entes queridos. E Eu? Bom, quem quer saber de consequências com a pista bombando, rostos felizes e cenas incríveis pra fotografar? Não naquela hora. Mas elas vieram, ah se vieram, tirar os sapatos pra correr pela rua teve seu preço, foi alto, mas não tão alto quanto a satisfação que senti em saber do dever cumprido, em saber que mesmo posto à prova, o meu amor pela fotografia é grande, muito grande. E graças a ele eu posso conhecer pessoas maravilhosas, registrar seus momentos mais importantes e, de alguma forma, fazer parte da vida delas!

Eu só tenho a agradecer. Tati, Cleber, muito, mas muito obrigada pelo carinho, pela confiança e pelas lembranças que com certeza ficarão pra sempre!!!!

Buffet : Carla Alcântara

Make: Mari Olcese

Cerimonial: Fernanda Barros

Fotografia: A louca que vos escreve srsrsr
Artur Monteiro e Gabriela Ottolini.

Deixe seu comentário:

QUEM VIU TAMBÉM CURTIU

Casamentos de Portfólio

Casamentos | Portfólio

...

Veja mais
Casamentos de Nathália & Anderson

Casamentos | Nathália & Anderson

Descrição do trabalho...

Veja mais
Casamentos de Luana & Rodolfo

Casamentos | Luana & Rodolfo

Um dia perfeito. Nada define melhor o grande dia da Luana e do Rodolfo, como não poderia deixar de ser, afinal, foi realizado num dos lugares mais boni...

Veja mais
Ir para o topo